segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Vivam os portuenses e os gaienses


Sempre que o bom povo do Porto se pode pronunciar no recato da urna de voto, a salvo das investidas musculadas de macacos mandados, derrotaram Pinto da Costa? 

Toda a gente sabia que o candidato dos andruptos era Luís Filipe Menezes enquanto que Rui Moreira era olhado como o traidor que se juntou ao inimigo Rui Rio, o Fanático Dos Pópos. 

Em Gaia na falta de um candidato que lhes amparasse o vergonhoso negócio da Fundação que lhes paga o Centro de Estágio do Olival, o sistema tinha dois candidatos, o verme e o galego. Pois o bom povo de Gaia, farto de ser roubado para sustentar a Nandinha, mandou o Aguiar e o Cabr@o Amorim para a ETAR mais próxima.

Esta é uma grande lição que os portuenses e gaienses dão até à nossa direcção: 
A melhor forma de derrubar uma ditadura é através do aprofundamento da democracia, isso só pode ser feito com meios de comunicação isentos (a Liberdade de Expressão e a Imprensa Livre são os dois principais pilares da democracia) por isso temos de atacar os 'media' corruptos, os jornalistas corruptos, os comentadores corruptos porque se assim fizermos pressionamos o poder politico com o voto do povo e aí meus amigos eles até enterram o Pinto da Costa e fazem uma festa.



32 comentários:

  1. meus amigos com a vossa permissão vou partilhar na minha página. está excelente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Começas com uma afirmação ou uma pergunta?!!!

      Eliminar
  2. eu não escrevia melhor, só mudava o personagem para SEARA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seára por ser benfquista? António Costa também o é...

      Eliminar
  3. Se nem na própria terra gostam deles, como querem os fdpt impor-se ao país?
    Que quem manda no SLB perceba o "apoio" que essa gente tem e actue em conformidade!

    ResponderEliminar
  4. Esse Amorim não é o iluminado que inventou a parvoíce dos "magrebinos"? Se é deveria saber que todo o território que hoje é Portugal foi invadido pelos árabes, alás toda a península, excepto as Astúrias. Como tal, também deve ser "mouro". Quem fala assim só pode ser ignorante, ou, neste caso, mal intencionado. Mas o que se pode esperar destes provincianos?




    ResponderEliminar
  5. Excelente foi em Lisboa e o cartão amarelo que os benfiquistas mostraram ao vendido do Seara.

    ResponderEliminar
  6. esse presidente corrupto azul dos ladrões das antas sempre foi um mafioso e um chefe maquinista no norte basta ver o q fez e faz nos jogos do poder azul a norte e com tentaculos a sul ...

    ResponderEliminar
  7. Eu confesso que também tenho nojo desse picareta azul..

    ResponderEliminar
  8. O que mais esperar desse cafajeste que atende pelo apelido de “ pinto da costa ” e da sua maldita corja de seguidores?

    ResponderEliminar
  9. Clapp você foi perfeito em todos os Adjetivos utilizados para retratar esse energumeno azul

    ResponderEliminar
  10. Só noticia ruim…esse tal da costa

    ResponderEliminar
  11. A política do medo sempre gera dividendos e no futebol não foi diferente.

    ResponderEliminar
  12. não confundam politica e futebol porque se tivesse de votar contra o benfica numas eleições eu votava fiquei feliz com a a derrota do menezes mas não pensem que o rui moreira vai ser um rui rio. o concelho do porto nos ultimos anos tem dado ao país um exemplo do rumo a seguir só que por a cidade estar mal vista por casos de corrupção nos concelhos à volta ainda é uma cidade não respeitada pelo resto do país. espero que nestas eleiçoes que os eleitores sejam os mais beneficiados e não os grandes empresarios como sempre

    ResponderEliminar
  13. O Rui Moreira não é o anormal que fugiu em directo de um estúdio de televisão por causa das escutas?
    Não é o imbecil que foi fazer manifestações para a porta da sede da Liga juntamente com os Super Morcões?

    Estamos conversados quanto à sua independência. Certamente que agora vai rastejar de volta e beijar a mão do peidoso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi junto com os super murcões porque lhe mataram o cão. A máfia utiliza a cabeça de cavalo, aqueles mataram-lhe o cão.
      Quem tem cú...

      Eliminar
    2. É evidente que este Rui, o Moreira, em termos de bajular o porko peidoso não vai deixar os seus créditos por mãos alheias nem fica atrás de ninguém. Vocês vão ver como o bandalho do Costa vai voltar a aparecer no alto do edifício da Câmara a pontificar e a arengar á multidão da porcalhada. Amigos, a Câmara voltará a ser toda dele.

      Eliminar
    3. Caro Rivus.tal como refere
      a Máfia jogou em vários tabuleiros,daí todos estarem a esfregar as mãos de contentes,ontem na sede da campanha do Fui Moreira lá estava o estandarte do folculporco portanto vamos ter mais manifestações por causa das retretes...

      Eliminar
    4. Exactamente é esse mesmo "Rui Nogeira* que fugiu a séte pés do estudio de televisão da RTP quando não tinha mais por onde se defender no caso dos escandalos dos Videos da Fraude das Frutas fugiu a Séte Pés e abandonou o seu Posto no Trio de Ataque é adevogado e mentiroso este vai ainda ser mais corrupto que os outros!

      Eliminar
  14. há uma série de episódios recentes para provar a saciedade q este grunho azul e corrupto...., basta ver e ler os verdadeiros homens sem medo da escrita em portugal q se fartam de serem linchados em publico.

    ResponderEliminar
  15. Rui Moreira ganhou na cidade do Porto. Ele é um dos acérrimos defensores da política portista e inimigo figadal do Benfica (basta ler os seus artigos de opinião semanais em "A BOLA") e que em pleno programa televisivo - Trio d'Ataque, se bem me lembro - renegou as escutas telefónicas comprometedoras do grémio do qual é adepto, e de quem é adepto e mais alguma coisa "o maior bandido deste país", abandonando o programa.

    Derrotou um sportinguista (LF Menezes) e um pateta que queria mais que o sportinguista perdesse do que ele próprio ganhasse (Pizarro).

    Até as bandeiras da candidatura do Rui Moreira eram azuis, como convém na "Inbicta" dos símios e seus parentes.

    Colar Rui Moreira a Rui Rio é abusivo (de facto Rui Rio é que não queria que LF Menezes ganhasse, o que veio a a acontecer). O facto é que a esquerda, aqui tão apregoada como a salvação para todos os males, não ganhou.
    Por mim, ganhe a direita ou a esquerda é a mesma coisa. Citando Eça de Queiroz - "os políticos e as fraldas devem ser trocados frequentemente e pela mesma razão". Nesta democracia em que se abusa da liberdade, transformando-a numa libertinagem total e se fomenta a promiscuidade - e aqui é que está a diferença entre o que é a corrupção dos media, jornalistas, comentadores e a tal alegada "liberdade de expressão e "imprensa livre", sempre tão apregoada neste espaço - é, repito, abusivo e grosseiramente manipulador, o facto de se enaltecer a vitória de um feroz anti-benfiquista, justificando esse acto, colando Rui Moreira a Rui Rio e vice-versa.

    Lamento que a cegueira de uma mentalidade politiqueira de um esquerdismo rafeiro, seja patente e revele essa tão pouca abrangência ao ponto de este espaço se congratular com a vitória deste chico-esperto que como "bom" cidadão da Palermo portuguesa se recusou a ouvir e a denunciar o que num país civilizado seria punido com prisão - crimes por corrupção e tráfico de influências.

    En relação a Gaia terei oportunidade de num futuro a breve prazo me pronunciar sobre o que aconteceu.

    E para finalizar, a melhor forma de derrubar uma ditadura tanto pode ser de uma maneira ou de outra e pelo que aqui tenho lido, e o autor sabe bem que é assim, os golpes de estado tanto podem ser ""assim ou "assado". De uma maneira ou de outra, não está aqui em causa nem a minha crítica, nem a minha concordância a que o caminho seja feito "assim" ou "assado", mas aqui, já foi feita a apologia do "assado", com "estórias" e fotos de alguns desses factos exemplares de "revoluções modelo", lá isso foi.
    Simplesmente uma questão de coerência...

    Por hoje, já basta, ter disponibilizado o meu tempo a desmontar parte de mais um post lamentável.
    Faço votos para que não seja obrigado muitas vezes a vir aqui e ter de mudar a fralda ao blogue. É que sinceramente já o fiz com os meus filhos e hoje já não tenho pachorra para inalar a malina, quanto mais limpar a porcaria de quem nem sequer faz parte da minha família. Sim, porque se fôssemos falar da nossa grande família - o Benfica - a bordoada seria maior!

    Rui Moreira... francamente!

    GRÃO VASCO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não generalize os portuenses... porque não são todos burro, nem o portista é burro como o cabeçudo, vulgo tripeiro ou morcão. aqui não somos todos morcões se não o brasão da cidade não dizia "mui nobre e sempre leal invicta cidade". temos muito chico esperto é certo, mas não são todos. e olhe que na última sondagem feita, ainda neste século esse bastião que falam chamado porto(cidade) tem mais sócios do SLB que do fcp... além disso e como é dito as cidades à volta(o grande porto) é muito morcão por m2 e aí sim ganham aos Vermelhos, menos mal que é nos morcões e não nos inteligentes que nos ganham =) mas sim eles têm o nome da cidade no nome, mas são o eucalipto da cidade e dos incautos por esse país fora, se não olhe-se para o exemplo do leixões, guimarães, Boavista, salgueiros, académico do porto, o progresso(esse se não estou em erro o clube mais antigo da cidade) mas o porto e o sporting são muito idênticos só muda a cidade, por isso me apaixonei pelo Benfica, mesmo estando em território "inimigo".

      Eliminar
  16. voces desculpe eu me pronunciar aqui mas há uma coisa que voces estao a esquecer mas alguem se lembra como foi eleito o presidente da FPF acham que esta foi diferente andamos a brincar com os dinheiros publicos mais uma vez

    ResponderEliminar
  17. Bom, entre um azul às claras, um azul as riscas e um azul escuro, que venha o diabo e escolha.

    ResponderEliminar
  18. NO PUARTO A MERDA NA POCILGA É A MESMA, SÓ O CHEIRO É ... "DIFRENTE" - o lagartixa do Luís Filipe (mais um)


    " P.S. - Manuel Francisco Pizarro de Sampaio e Castro

    nasceu a 2 de Fevereiro de 1964.

    Tem a licenciatura de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto de que foi professor assistente nas Universidades do Porto e Minho. É médico especialista em Medicina Interna na Ordem da Trindade e deputado na Assembleia da República.

    Foi pelo PS que integrou, entre 1983 e 1997, a Assembleia de Freguesia de Ramalde e assumiu as funções de vogal entre 1998 e 2001.Entre 2001 e 2005 foi membro da Assembleia Municipal do Porto. Mais tarde, em 2005, foi vereador sem pelouro atribuído na Câmara Municipal do Porto.

    Foi fundador da Federação Académica do Porto, presidente da Federação das Associações Juvenis do distrito do Porto e presidente da Cooperativa de Ramalde e da Comissão de Jovens de Ramalde.
    Integra o Conselho Superior do Futebol Clube do Porto

    Em 2005, foi eleito pela primeira vez deputado da Assembleia da República. Entre 2008 e 2011 assumiu o cargo de Secretário de Estado da Saúde, nos Governos liderados por José Sócrates.

    Presidente da concelhia do PS- Porto desde 2010."

    ResponderEliminar
  19. Mas tu sabes la bem o que dizes?? Tu apenas escreves qualquer merda que te salte da cabeça pra fora? Não percebes um caralho do que quer que seja e tens opinião para tudo,es mesmo um cromo do pior que existe.

    ResponderEliminar
  20. Na 1.ª instância foi fixada a seguinte matéria de facto que a Relação não alterou:

    1. Em 26 de Novembro de 2004, no âmbito do processo de inquérito n.º 220/03.6TAGDM, dos serviços do Ministério Público de Gondomar, foi emitido pelo Digno Magistrado do Ministério Público da 2.ª secção dos serviços do Ministério Público de Gondomar, Dr.BB, «Mandado de Detenção fora de flagrante delito» do aqui autor, AA, « (...) para no prazo máximo de 48 horas ser presente a interrogatório judicial – artigos 141.º e 254.º, n.º 1, al. a) e 257.º, n.º 1, do Código de Processo Penal, porque dos autos resultam fortes indícios de que praticou os seguintes crimes:
    2 (dois) crimes de corrupção desportiva activa, p. e p. pelo artigo 4.º/1 e 2, por referência ao artigo 2.º/1, “in fine” e artigo 3.º/1 do Decreto-Lei n.º 390/91, de 10 de Outubro, a que corresponde pena de prisão de 1 (um) mês a 4 (quatro) anos (jogo Porto – Estrela da Amadora, em 24/01/2004; jogo Nacional – Benfica, em 22/02/2004 (...).
    Tendo em conta as molduras penais dos crimes, e o facto de o suspeito, pela forma de actuação investigada, manifestar grande à-vontade na prática de tais crimes, há forte perigo de continuação da actividade criminosa, pelo que é admissível ao caso a medida de prisão preventiva, nos termos dos artigos 202.º n.º 1 ali. a), 204.º al. c) e 193.º n.º 1 e 2 do Código de Processo Penal»
    2. No dia 03 de Dezembro de 2004, pelas 16 h 25 m, nas instalações do Tribunal Judicial da Comarca de Gondomar, numa dependência do mesmo, para onde o autor foi encaminhado por uma funcionária judicial, foi dado cumprimento ao mandado referido em 1., tendo o aqui autor nesse compartimento permanecido – sem possibilidade de do mesmo espaço se ausentar livremente, porque guardado por dois inspectores da Polícia Judiciária – até às 19 h 30 m, altura em que foi presente à Mma. Juíza de Instrução Criminal para primeiro interrogatório judicial de arguido detido.

    ResponderEliminar
  21. 3. Conforme resulta do documento n.º 2, junto a fls. 50 a 53 dos autos, cujo teor se dá aqui por reproduzido, a Mma. Juíza de Instrução Criminal, na sequência da apresentação do aqui autor nos termos referidos em 2., restituiu à liberdade o aqui autor, então arguido, tendo proferido o seguinte despacho:
    «Foi-nos ora presente o arguido AA contra quem o Ministério Público emitiu mandados de detenção fora de flagrante delito.
    Antes de mais, cumpre validar essa mesma detenção. Julgo a mesma válida, porque ordenada pelo Ministério Público, ao abrigo do disposto nos art. 257.º/1 do Código de Processo Penal, e realizada com as formalidades previstas sob o art. 258.º do mesmo diploma legal, tendo o mesmo sido presente, dentro do prazo legal e constitucional máximo para a duração da mesma, de 48 horas – arts. 141.º e 254.º/1, ambos do Código de Processo Penal.
    São 19h30 m deste dia 03 de Dezembro. Está detido para interrogatório judicial já desde ontem cerca das 7 horas da manhã o arguido CC cujo interrogatório judicial será previsivelmente muito demorado, e se prolongará pela madrugada de amanhã. O arguido AA, tal como resulta do auto de declarações que antecede, apresentou-se, de livre espontânea vontade, nas instalações deste Tribunal, tendo sido detido nessa sequência. Não será possível ouvi-lo ainda no dia de hoje, sendo que estamos no fim da tarde de uma sexta-feira. Nos termos do disposto no artigo 261.º do Código de Processo Penal, qualquer entidade a quem o detido for presente sob detenção procede imediatamente à sua libertação, designadamente quando se tornar manifesto que a medida se tornou desnecessária. Ora, face à forma espontânea e voluntária como o arguido se apresentou à Justiça, manifestando assim vontade de com ela colaborar, parece-nos legítimo esperar não ser necessário prolongar a sua detenção para garantir a sua presença perante nós em interrogatório judicial a ter lugar no primeiro dia útil seguinte ao de hoje, isto é, na próxima segunda-feira. Acresce que, face à factualidade que lhe vem imputada, e postergado que parece assim ficar o perigo de fuga do arguido, ainda que se venha a considerar toda ela indiciada em sede de interrogatório judicial, não é previsível que lhe venha a ser aplicada medida de coacção de carácter detentivo.
    Como tal, por tudo o exposto, apelando, além do mais, aos princípios constitucionais de processo penal, da proporcionalidade, necessidade e adequação decido:
    – restituir à liberdade o arguido AA;

    ResponderEliminar
  22. 26. Na época desportiva de 2004/2005, a sociedade Ré “Adquiriu” os seguintes 16 (dezasseis) jogadores: LL (Panathinaikos); MM(Beira-Mar); NN (Marítimo); OO (Nacional); PP (Boavista); QQ (Paris SG); RR (S...); SS (Barcelona); TT (Tottenham); UU (Marítimo); VV (Flamengo); XX (Grémio); ZZ (PSV); AAA (Cruzeiro) e BBB (São Paulo) [al. C’), dos Factos Assentes]

    27. Na época desportiva de 2004/2005, a sociedade Ré “Vendeu” os seguintes 5 (cinco) jogadores: CCC(Tottenham);DDD (Spartak Moscovo); EEE (Standard Liége); FFF (Espanyol) e GGG (Real Sociedad) [al. D’), dos Factos Assentes]

    28. O ponto n.º 4 da ordem de trabalhos referida em M) “Proceder à apreciação geral da administração e fiscalização da sociedade” não foi objecto de qualquer deliberação expressa. [al. E’) dos Factos Assentes].

    29. O montante de 618.073,00€ referida em S) constituiu uma gratificação aos membros executivos do Conselho de Administração. (resposta ao Quesito 1).

    30. No final do exercício de 2003/2004, o valor dos capitais próprios era inferior ao valor do capital social e correspondia a pouco mais de metade deste (54,56%). (resposta ao Quesito 2).

    31. O valor da alienação do “jogador” deve constar da rubrica “Proveitos Suplementares”, por se tratar de um ganho, uma receita (resposta aos Quesitos 3 e 4).

    ResponderEliminar

Caro(a) Benfiquista.
Aqui, no nosso blogue, a sua opinião é importante
Contribua para o debate livre.
Opine sobre o seu clube!