terça-feira, 3 de abril de 2018

A "borradice" deles explicada

Com a derrota ontem do Porto no Restelo, na sequência da nossa vitória contra o Guimarães, o nosso 1º lugar deixou de ser "à condição" e passou a ser nosso. De pleno direito.

Este desaire do Porto, por muito que se ache que não, na minha óptica tem o seu fundamento em nós.

Se se notar com atenção, o declínio exibicional do Porto - e temos de reconhecer que, durante um tempo, o Porto apresentava um futebol impositivo, com fluidez, velocidade, bem pensado e estruturado - começou quando o nosso futebol começou a ser forte. Rápido. De comando. Com autoridade.

Esse tipo de futebol, a meu ver, fez com que o Porto  - e já nem refiro o Sporting porque.... bem..... o Sporting continua a ser o Sporting (e isso diz tudo!!!!) - tremesse: É completamente diferente ter de se preocupar com um Benfica menos forte e com o Sporting do que..... com este Benfica.

Jogamos, neste momento, o futebol de melhor qualidade a nível nacional. Variado, pressionante, equipa subida, rápida, exposta ao risco - é certo - mas a criar imenso perigo no último terço do terreno.

É óbvio que, tal como todas as equipas, temos pontos em que somos menos fortes. Mas a verdade é que, neste momento, somos a equipa que  melhor futebol apresenta em Portugal.

E é isto que os fez tremer: a nossa subida de forma deu-se numa altura vital da época. Numa altura em que, esperavam eles, o mais certo seria estarmos amorfos, esgotados física e psicologicamente.

Em sentido contrário, estamos nós afirmativos, impositivos. E são eles que estão em baixo.

E isto deu-lhes medo. Fê-los tremer. Abanou todas as convicções e certezas que tinham no título e foram eles que se foram abaixo. Nós..... bom, nós continuámos o nosso caminho. Ganhando. Fazendo a nossa parte. Mas fazendo-os sempre sentir que estávamos lá. Para o que desse e viesse.

E neste momento, apesar de ninguém poder adivinhar o futuro, apesar de todos esperarmos 6 vitórias nas 6 jornadas que faltam, a verdade é que eles "estão a ver a vida a andar para trás"!

É esta a grande diferença do nosso Benfica relativamente a FCP e SCP: Temos em nós o espírito, a força, o crer e o querer ser campeão. Temos experiência nestes jogos de "mata-mata": não fazemos outra coisa no passado recente!!! É essa a nossa história recente! É isso que tem acontecido nos últimos anos: Os outros sempre a cheirarem-nos. A andarem na nossa cola, no nosso trilho. E nós sempre ganhámos os jogos aos quais não nos apresentámos com excesso de confiança.

Acima de tudo, nós, BENFICA, somos feitos de vitórias. De Glória. E temos esse espírito de campeão, que nos faz não falhar nas horas decisivas, e que é a grande diferença para eles.

Que assim seja também este ano.

8 comentários:

  1. se tivessem tirado o luisao de titular desde da 1 jornada ja estavamos com 6 pontos de avanço mas disso nao convem falar!!

    ResponderEliminar
  2. O futebol com base no músculo acaba sempre por ter reflexos negativos no fim do campeonato...

    Aliado a que o Benfica não desabou como andaram a desejar, faz com que agora tremam fisicamente mas também psicologicamente! Mas é necessário não desarmar...

    ResponderEliminar
  3. Nada mau para um professor de ginástica...

    ResponderEliminar
  4. Quem semeia ventos colhe tempestades sempre foi assim. Forcaaaaa Benficaaa

    ResponderEliminar
  5. As imagens do banco dos corruptos na recente derrota em Belém são o melhor comprovativo de q o Penta está ali, ao virar da esquina...

    ResponderEliminar
  6. A nossa subida de forma terá tido a sua influência, mas também me parece que fisicamente eles estão de rastos. Tanto porco como spitting, estão a rebentar pelas costuras...

    ResponderEliminar
  7. Honestamente, o FCP está a perder pontos porque as equipas finalmente estão a jogar futebol contra o FCP, será coincidência que desde que as denuncias anónimas começaram, deixou de haver Estorilgates? Deixou de haver Desportivos de Chaves e Portimonenses...?

    Que pode ser coincidência? Pode. Mas que eu sei que o FCP sempre corrompeu treinadores e jogadores adversários, sei e tenho 100% de certeza. Talvez o medo de serem apanhados, parou o jogo da mala, o jogo da mala corrupta para perder.

    ResponderEliminar
  8. O futebol do Fruta Corrupção Pancadaria este ano tem sido tudo menos 'bem estruturado e pensado'. Sempre foi, muito pelo contrário, um futebol kick and rush, como se estivéssemos em Inglaterra nos anos 90. Futebol directo com muito físico e pouco cérebro, que aposta tudo nos duelos e nas correrias do Marega...

    De resto, de acordo: de Janeiro para cá, temos jogado um futebol muitíssimo superior ao que qualquer dos rivais já jogou esta época. E isso pode tê-los deixado mais apreeensivos e inseguros, de facto - já são muitas memórias traumáticas com a onda vermelha...;)

    Mas quanto a mim, houve outros factores: o processo de alegada corrupção no Estoril-FCP pôs fim àquela sequência que todos vimos com Chaves, Rio Ave e Portimonense...tiveram que se desmarcar um bocado; o plantel muito curto que têm tornava muito provável que na segunda volta houvesse muitas lesões - sobretudo com este futebol directo de duelo e correria; etc

    Enfim, o que interessa é que o Marquês já esteve bem mais longe...e soubemos ganhar um jogo como o de ontem, absolutamente crucial, mesmo não jogando tão bem - estes jogos antes de clássicos decisivos têm que se ganhar! No ano passado, o Fruta Corrupção Pancadaria teve um jogo 'destes', em casa com o mesmo Vitória, na jornada anterior ao clássico, um dia depois de termos empatado em Paços de Ferreira - e não ganhou (graças ao nosso João Carvalho)...ontem conseguimos ganhar um jogo 'destes'. Para quem, como eu, só descansa com o hexa de 2019, só pode ser bom sinal!...

    Carregaaaaaa Benficaaaaaa!

    ResponderEliminar

Caro(a) Benfiquista.
Aqui, no nosso blogue, a sua opinião é importante
Contribua para o debate livre.
Opine sobre o seu clube!